domingo, 14 de setembro de 2014

Crise de Identidade: Igreja ou Partido Político?

Muitas igrejas evangélicas têm feito alianças políticas com candidatos ao cargo de governador e presidente da República. Chegam a permitir até que subam aos púlpitos e façam discursos durante o culto. Algumas denominações evangélicas têm se portado mais como partidos políticos do que como Corpo de Cristo. Isso é um grande erro. 

A Igreja não foi chamada para fazer acordos políticos, mas, para proclamar as Boas Novas de Jesus Cristo!

E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Marcos 16:15

Por favor, não me entendam mal. Não estou dizendo que nós, cristãos, devemos ficar alienados sem qualquer envolvimento com assuntos políticos. Não, de forma alguma! Como indivíduos, como cidadãos, temos o direito e o dever de participar ativamente da política de nosso país, seja elegendo nossos representantes, seja concorrendo aos cargos eletivos.

O que desejo enfatizar é que a Igreja, enquanto instituição, deveria ficar neutra. Seu propósito é anunciar o Reino de Deus e não fazer pactos com o reino deste mundo.

Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo ... João 18:36

Basta olhar para a História. Será que não aprendemos nada com a Idade Média? Já esquecemos o que aconteceu quando a Igreja se envolveu com os monarcas?

Meu pedido: Igreja, seja Igreja!

Em Cristo,

Pr. Nill.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Ética cristã: solução para a corrupção

A revista Veja desta semana escancara, mais uma vez, o grande mal que faz sangrar a sociedade brasileira: a corrupção!

Como adverte a Bíblia: "Não pervertam a justiça nem mostrem parcialidade. Não aceitem suborno, pois o suborno cega até os sábios e prejudica a causa dos justos". (Deuteronômio 16:19).

Todos os envolvidos estão errados. Tanto os políticos que aceitam a propina, quanto as empreiteiras que pagam o suborno.

Nosso povo precisa acordar para a realidade de que somente a ética cristã poderá colocar o Brasil no rumo certo. Mas, eu me refiro à verdadeira ética cristã, àquela fundamentada na correta interpretação das Escrituras Sagradas e que respeita as regras da exegese e da hermenêutica sacras e é feita sob a orientação do Espírito de Deus.

Assim, vivendo de acordo com os ensinamentos do Senhor e Salvador Jesus Cristo, não somente teremos um comportamento exemplar, como também influenciaremos positivamente os nossos semelhantes.
"Pois é da vontade de Deus que, praticando o bem, vocês silenciem a ignorância dos insensatos.Vivam como pessoas livres, mas não usem a liberdade como desculpa para fazer o mal; vivam como servos de Deus".
(1 Pedro 2:15,16).
Deus nos abençoe nesse propósito.

Paz!

Pr. Nill.



sábado, 6 de setembro de 2014

O que os pais estão fazendo com seus filhos?

Fiquei chocado com a notícia de que um adolescente de 15 esfaqueou uma professora na sala de aula de uma escola em Piraquara - PR. 

Eu me pergunto: por que ninguém ensinou esse jovem a respeitar os mais velhos e as autoridades? 

O que está acontecendo com nossa sociedade?

O que os pais estão fazendo com suas crianças? 

Espero que os pais não se esqueçam que são os principais responsáveis pela educação de seus filhos! E não somente educar, mas, ensiná-los a temer ao Senhor!
Pais, não irritem seus filhos; antes criem-nos segundo a instrução e o conselho do Senhor. (Efésios 6:4)
Que Deus tenha misericórdia de nós!

Pr. Nill.

(http://www.parana-online.com.br/editoria/policia/news/825842/?noticia=ALUNO+ESFAQUEIA+PROFESSORA+DENTRO+DA+SALA+DE+AULA)

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Maturidade Espiritual = Obediência à Palavra de Deus


Como meu amigo, Pr. Emerson, pregou um dia: "a maturidade espiritual não se mede por quanto se conhece a Bíblia, mas por quanto se obedece à Bíblia".

É a pura verdade.

Nesses mais de vinte anos servindo ao Senhor e estudando a sua Palavra, Deus me ensinou que conhecer a sua vontade para o ser humano não é tão difícil assim. Ao ler a Bíblia é relativamente fácil entender o plano de Deus para a humanidade e como Ele deseja que seja nossa conduta diária.

O problema é cumprir o que a Palavra de Deus requer de nós! Pense bem: amar ao inimigo, perdoar as ofensas, fugir da imoralidade, não tomar a vingança em nossas próprias mãos, ter uma linguagem sadia, não maldizer, orar pelos nossos governantes, crer no que é impossível para o ser humano, colocar a vontade do Senhor acima da nossa própria vontade etc.

De fato, a maturidade espiritual é o resultado da obediência à Palavra de Deus. 

É por essa razão que o Senhor Jesus Cristo disse: "Se alguém me ama, guardará a minha palavra. Meu Pai o amará, nós viremos a ele e faremos nele morada. Aquele que não me ama não guarda as minhas palavras. Estas palavras que vocês estão ouvindo não são minhas; são de meu Pai que me enviou". (João 14:23-24).

Entende agora porque os cristãos são poucos? É necessário coragem, disposição, renúncia e confiança em Deus para realmente serví-Lo.

Pense nisso.

Paz!

Pr. Nill.